Facebook

6º Noite do Carneiro Agosto de 2011


Ir para a galeria ...


8º Noite do Carneiro Abril de 2013


Ir para a galeria ...

FESTAS RELIGIOSAS

Lúdico por excelência, o nosso povo introduziu nas festas de santo todo um Extenso repertório de " brincadeiras" ou "funções" , que propiciam a diversão e o lazer da População ao lado da motivação religiosa e devocional. Aqui se festeja, entre outros , Senhor Divino, São Gonçalo, Santo Antônio e São Pedro. Os preparativos começam dias antes, meses até. E isso já é uma festa, pois comparecem vizinhos, parentes, compadres, enfim uma porção de gente para dar uma mão. Mãos solidárias, mãos de fada, capazes de transformar papel crepom em velas e coloridas flores e bandeirolas para o salão da festa. Preparam pratos e licores de dar água na boca aos paladares mais exigentes. Dominam a técnica de trançar as palhas de coqueiro que cobrirão o "empalizado" para o baile e a reza. Mãos que tocam viola e rufam o bombo.

São Gonçalo - Beira RioAté os santos ajudam... E ai deles se não ajudarem! Moças casadoiras beliscam os pés de Santo Antônio até conseguir um marido. Caso não funcione, colocam-no de cabeça para baixo. Se também não funcionar, estamos diante de uma moça encalhada. O problema é grave, mas não impossível. Pelo menos para São Gonçalo, casamenteiro das velhas.

Como vêem, não é fácil ser santo em Cuiabá. São João que o diga! Cabe a ele responder se a pessoa sobreviverá mais um ano. Diz a superstição popular que no momento da lavagem do santo, se você se mirar na água e nela não ver refletida a sua imagem, é certo que não estará vivo para festejar São João no ano seguinte. Credo cruz, benze três vezes.

Mas calma, milagres é com São Benedito e Senhor Divino. Basta ter fé. E como fé não falta ao povo cuiabano, a Igreja do Rosário vive repleta de fiéis às terças-feiras, dia da missa ao Santo Negro. Os pães do Senhor Divino, distribuídos durante a esmola, são considerados ventos. Ninguém os come. São guardados para os casos de doenças, quando então rala-se o pão e faz-se um chá. Levanta até defunto, dizem.

"Cuiabá é fé e festa o ano inteiro. Impossível ficar indiferente a tanta devoção e alegria. Prova disso é que nem os santos resistem e caem na dança!"(Ivan Belém)

CALÉNDARIO CULTURAL

São BeneditoCalendário de eventos culturais de Cuiabá e datas Comemorativas

Vista da Praça Alencastro na década de 1960 quando o Coreto metálico (hoje na Praça Ipiranga) nela ainda se encontrava.
À esquerda o sobrado da Prefeitura Municipal, ao centro (fundo) a lateral do Hotel Centro América.

Cuiabá foi fundada no dia 08 de abril de 1719, sendo a Vila Real instalada a 1º de janeiro de 1727. Foi elevada à cidade no dia 17 de setembro de 1818 e declarada definitivamente capital no dia 28 de agosto de 1835.

A sua população, de acordo com dados preliminares do mês de agosto de 2000 do Censo do IBGE, era de cerca de 482.000 habitantes.

Vista da Praça Alencastro em 1960

O clima de Cuiabá é caracteristicamente tropical úmido, mas apresenta quedas de temperatura no período entre maio e julho. As mais altas temperaturas ocorrem entre os meses de agosto e outubro, sendo que neste último tem início o período chuvoso, que se prolonga até março.

As festas tradicionais de Cuiabá são: Senhor Bom Jesus de Cuiabá, padroeiro da cidade, no dia primeiro de janeiro, Senhor Divino, na segunda quinzena de maio, Santo Antônio, São João e São Pedro, no mês de junho, São Benedito, no primeiro domingo de julho.
Entre as suas danças folclóricas destacam-se o Siriri, o Cururu, a Congada, a dança de São Gonçalo e a Dança do Boi à Serra. O Rasqueado Cuiabano é uma manifestação musical das mais autênticas, tanto em ritmo como em dança.

Os pratos típicos dão destaque aos peixes da região, notadamente o pacu, o pintado, a piraputanga, o bagre e outros mais, que podem ser oferecidos tanto frito como ensopado. A carne de gado também é fartamente usada, como churrasco ou em forma de carne seca com arroz, que é o tradicional prato conhecido como ?Maria Izabel?. A banana da terra se notabilizou como farofa, mas a banana tem o seu lugar na preferência regional.

Também são tradicionais bolos de queijo, de arroz, de mandioca e o francisquito.
Os doces cuiabanos são famosos, com destaque para o furrundu, feito com mamão, rapadura e coco, e o caju em calda e o caju cristalizado. Entre as bebidas típicas, são apreciados os licores de piquí, de leite, de figo, de lima e de banana, não podendo ser esquecido o salutar guaraná ralado e suas diversas qualidades medicinais.

Apresentaremos este calendário como proposta de sistematização de veiculação da informação cultural. Está em aberto, possibilitando receber novas contribuições de entidades, Ongs e instituições que promovam eventos culturais, pois mantemos uma página na internet onde as informações recebidas serão analisadas e disponibilizadas na agenda cultural.
Abra o calendário e feche questão com a cidade verde, onde as manifestações culturais são um convite ao deleite e uma janela para revisitar nossas raízes.

Fonte: Secretária Municipal de Cultura

 
free pokerfree poker

© 2011 - Restaurante do Gaucho - Rod. Emanuel Pinheiro, KM27 - Sentido Chapada dos Guimarães

Desing by Infosize